Terça-feira, 11 de Julho de 2006

SURPRESA!!

Não podíamos ficar sem contacto... Então e como é que ouvíamos os conselhos sábios da Margarida? E as piadas bem dispostas do Nuno? E como sabíamos as últimas novidades da noite sem a Xeline? E as explicações de linguística da Marlene? E nunca mais tínhamos notícias do namorado da Joana? Como viveríamos sem os versos da Susana?  E  sobre a escola extra-terrestre da Ermelinda, ficamos sem os próximos capítulos? E a calma do Manuel, como lembrá-la? Então e a nova casa da Conceição, terá já decorado o escritório? E o despacho da Marta, quem substitui? Alguém dispensa a atitude paternalista do Paulo? E a serenidade da Sónia? E sem mim para vos chatear a todos,  quem passa?
Impossível... não poderíamos sobreviver ao próximo ano sem um espaço de convívio! Aqui está ele!!!
Superbeijinhos para todos!
sinto-me:
publicado por Português 8E às 20:40
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 10 de Julho de 2006

REFLEXÃO FINAL - 20º e último POST!!!!

           

Chegamos ao fim de mais esta etapa...

Há tanto para dizer que não sei por onde começar!

É suposto que reflicta sobre o processo de ensino-aprendizagem na disciplina de Tecnologias Multimédia, mas a vontade que me assalta é uma reflexão sobre o curso de mestrado em geral: aulas, colegas, professores, livros, formações, convívios, experiências, enfim, tudo o que fez parte da minha vida, e de forma tão intensa (diga-se), neste último ano lectivo.

Vou sentir falta... marcou muito mais do que algum dia imaginei!

Será graças à moodle, aos blogs, aos chats e aos mails que, no próximo ano, poderemos continuar tão próximos quanto possível de tudo isto.

Ao curso, um elogio... pelo currículo, pelo funcionamento, pela exigência, pelos métodos de reflexão que, indubitavelmente, nos tornaram professores mais competentes e capazes.

Tinha noção, e a inscrição neste mestrado comprova-o, do muito que me faltava descobrir no mundo da Educação, da Didáctica da Língua Portuguesa, mas confesso que não esperava aprender tanto e que este conhecimento novo contribuísse, de forma tão significativa, para a reformulação das minhas práticas docentes e até, mais reconditamente, da minha maneira de ser e estar na Escola e fora dela!

Digamos que sei, agora, dar nome ao que sempre defendi no ensino e, através do convívio privilegiado com os autores que dão voz a este sentir, encontro-me também mais forte e alicerçada para defender estas teorias rumo a uma nova profissionalidade numa escola mais autónoma, como diria Bártolo Paiva Campos, tendo em vista os objectivos de uma verdadeira escola inclusiva, democrática e cidadã, aproveitando as expressões de Paulo Freire.

Uma sugestão: a disciplina de Tecnologias Multimédia em Educação deveria ser de frequência obrigatória, pelos métodos e recursos inovadores que propõe para o ensino-aprendizagem da Língua Portuguesa; também pelos métodos de pesquisa que aborda, os cuidados a ter na navegação on-line e os critérios a que deve obedecer o tratamento da informação daí resultante, teria mais lógica que tivesse lugar logo no 1º semestre do curso, uma vez que representa um auxílio precioso nas pesquisas de que tanto necessitamos ao longo do mestrado.

Aos professores, um agradecimento... pela disponibilidade, pela compreensão e atenção com que sempre nos receberam. Tivemos o privilégio de empreender este caminho com verdadeiros mestres e, devo dizer, valeu a pena!

Podemos afirmar que foram estes professores que nos ensinaram a crescer como profissionais e, de forma irreversível, conseguiram deixar-nos pessoas diferentes do que algum dia fomos.

Aos colegas, uma palavra amiga... como foi possível estabelecer-se uma relação tão próxima e especial entre pessoas tão diversas, de mundos e de ideias, que apenas se contactaram, em ambiente formal de sala de aula, duas vezes por semana? O espírito de entreajuda, o  bom-humor, o ambiente acolhedor, o reconforto e o incentivo nos momentos difíceis, o apoio constante,  foram tónicas que pautaram o convívio entre os mestrandos. 

Os sentimentos não se devem guardar para momentos póstumos (à boa maneira portuguesa!) e eu devo agradecer, aqui e hoje, o apoio incondicional que obtive dos colegas que foi, sem dúvida, imprescindível para que esta caminhada de realizasse com a calma e a serenidade indispensáveis ao sucesso de uma façanha delicada como esta! Os comentários dos blogues e as participações na moodle, que podem sempre ser revisitados, constituíram, muitas vezes, a motivação, o empurrão, para chegar um pouco mais longe… Devo muito a todos eles!

As formações, seminários, conferências ou convívios (conforme lhes queiramos chamar), revelaram-se oportunidades muito proveitosas para conhecer outros olhares, outros estudos, outras experiências. A novidade situou-se nos temas abordados que, na maioria dos casos, abriram portas sedutoras e aliciantes. Bakhtin foi uma descoberta; Mª Teresa Esteban foi um encontro com convicções antigas; o conhecimento de outras realidades de ensino, que têm o Português como Língua 2ª, foi, no mínimo, enriquecedor.

Os estudos e comunicações que realizei instituíram verdadeiros desafios às minhas capacidades e, devo confessar, para além da lisonja do convite, representaram ocasiões de conhecimento efectivo que jamais poderei experimentar: só se aprende a fazer, fazendo!

Definitivamente, o mundo académico cativou-me!

Gosto de ler, estudar e saber mais sobre temas que me preocupam; descobrir como posso ser melhor e fazer mais pela causa que defendo; contribuir para o alcance do que acredito possível. Depois, deleito-me a escrever sobre o assunto e a imaginar novas formas de intervenção. Tenho este terrível defeito, ou qualidade, depende da perspectiva, de querer sempre ir mais longe… e penso que encontrei aqui o meu lugar!

Para terminar, não podia deixar de agradecer à Exma. Sr. Ministra Lurdes Rodrigues pelo resfriamento que proveu neste entusiasmo e paixão pela profissão que, a continuar, ter-me-iam levado a transpor, perigosamente, os limites do bom-senso!!

Desincentivo à formação? Desânimo perante o tempo e o investimento que sempre dedicámos à escola? Cheguei à conclusão de que não… é, precisamente, por existirem pessoas como ela, com ideias obtusas (sejamos delicados) como as suas, que o nosso contributo se torna tão fundamental! Não será fácil acabar, como pretende, com a qualidade do ensino público português, pelo menos, enquanto estivermos cá para o defender…

Até sempre!

sinto-me:
publicado por Português 8E às 17:23
link do post | comentar | favorito

II Encontro Leituras em Português- 25 de Setembro U.M.

Tenho mais boas notícias...  Foi com muita honra que aceitei o convite para integrar a organização do II Encontro Leituras em Português, a realizar na Universidade do Minho no dia 25 de Setembro de 2006. Para além de ajudar na organização vou ainda apresentar uma comunicação sobre o tema "A avaliação na aula de Português". Será desnecessário  referir o quanto me sinto lisonjeada e, simultaneamente, estimulada para o trabalho com estas solicitações...

II ENCONTRO: LEITURAS EM PORTUGUÊS

O que tem isto a ver com a disciplina de Tecnologias Multimédia em Educação? Tudo!

Já explico: foi pelo apoio e incentivo da professora Mª João, na construção da minha primeira comunicação, que me atrevi a entrar noutras aventuras,  a aceitar novos desafios! Foi uma experiência muito positiva que tenciono continuar a desenvolver, embora com cautela pois o meu dia, infelizmente, não tem mais do que 24 horas...

Um pouco de publicidade: não deixem de aparecer! Conto com o vosso apoio para enfrentar a plateia neste dia, nomeadamente intervindo no fim da minha apresentação.

sinto-me:
publicado por Português 8E às 16:20
link do post | comentar | favorito

WEBQUEST: resultados obtidos pelos alunos...

Estou orgulhosa e fiz questão de que os meus alunos o soubessem!...

Os trabalhos resultantes das pesquisas efectuadas através da webquest "Poesia de século XX" ficaram excelentes. Esta ajuda das novas tecnologias, aliada à metodologia da sequência didáctica de Monserrat Vilà i Santasusana para o discurso oral formal, possibilitou uma aprendizagem efectiva por parte dos alunos em três domínio diferentes:

1.º na compreensão dos conteúdos relativos à poesia do século XX e movimentos artístico-literários onde se insere (conteúdos programáticos do 10º ano de escolaridade);

2º no desenvolvimento das competências orais dos alunos, no que diz respeito à planificação, execução e avaliação de uma apresentação oral de um tema académico;

3º no contacto com as novas tecnologias e sua rentabilização em termos instrutivos e ducativos, tomando consciência de novos meios/métodos de navegação/pesquisa.

Apresento-vos aqui um dos trabalhos, em Power Point, que resultou da pesquisa webquest e auxiliou a apresentação oral perante os colegas da turma (sem qualquer correcção). Digam coisas...

sinto-me:
publicado por Português 8E às 15:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 28 de Junho de 2006

Fui acreditada como formadora...

Acabei de ser acreditada como formadora pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua. Isto quer dizer que já posso pôr em prática o meu projecto para a dissertação final. Também estou bastante satisfeita pelos progressos que consegui realizar no âmbito deste projecto: finalmente tudo se começa a clarificar na minha mente...  Não vai ser fácil, principalmente pelo pouco tempo de que disponho para um estudo experimental tão ambicioso; mas será, certamente, um desafio aliciante. O mais importante é que vou fazer o que gosto e vou trabalhar no que acredito!
Sei que este assunto não está directamente relacionado com as Tecnologias Multimédia, mas não podia deixar de partilhar convosco este passo tão importante nesta minha caminhada académica. Já agora, consultem o site do CCPFC: pode ser que vos seja útil para o futuro...
sinto-me:
publicado por Português 8E às 21:18
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Domingo, 18 de Junho de 2006

Os problemas do futuro...da Internet!

Publico aqui uma cópia da minha participação no fórum que dinamizei na plataforma Moodle, por considerar que é um tema ao qual devemos todos dedicar algum tempo de reflexão...
Aproveito, então, para partilhar convosco um episódio terrível que teve lugar na escola onde lecciono. De facto, a internet é o futuro mas temos de advertir os jovens para os seus perigos...
Sexta-feira (16 de Junho) saía da escola, no fim da manhã, e encontrei um aluno do ano lectivo passado: qual não é o meu espanto ao ver o seu pescoço imobilizado por meio de um aparelho!... Depois de uma breve conversa, pude perceber que tudo começou com uma brincadeira na internet!
É verdade: alguns alunos da escola envolveram-se em actividades menos lícitas, através da internet, e viram-se ameaçados, chantageados e até investigados pela polícia.
Compreendi, nesse momento, o motivo da circular que passou por todas todas as turmas da escola, há algumas semanas atrás, a apelar à calma e a avisar que tudo se iria esclarecer, até porque a polícia já estava no terreno. Na altura, explicaram-me os alunos que se tratava da publicação, num blog, de fotografias de alunas no balneário da escola, tiradas sem autorização das próprias.
As duas vértebras partidas do meu aluno vêm no seguimento desta história inacreditável que podia ter colocado este jovem numa cadeira de rodas para o resto da vida! A única coisa que sabe sobre o que lhe aconteceu é que foi ameaçado no blog; quanto ao autor da paulada, nem chegou a vê-lo!
São os novos crimes, os novos perigos... cabe-nos a nós também, enquanto professores, advertir e alertar os alunos para estes problemas. Os problemas do futuro...

Motivada por este incidente, senti necessidade de investigar um pouco mais sobre os problemas de pesuisa na net e o seu impacto na educação das crianças e adolescentes... imprimi o texto que a supermarlene disponiblizou no moodle sobre a busca de informação na www e seus problemas relacionados com a Educação. Logo que tenha conclusões, dar-vos-ei a conhecer...
sinto-me:
publicado por Português 8E às 13:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 4 de Junho de 2006

A influência das novas tecnologias!

Encontrei, esta semana, algumas imagens que ilustram bem a influência que as novas tecnologias podem exercer sobre os alunos!...

De facto, não estamos longe deste tipo de situação, que aqui aparece caricaturada. Os professores têm forçosamente de se actualizar, indo ao encontro dos novos focos de interesse dos seus alunos, que passam, indubitavelmente, pelo mundo da internet.
Aproveitemos esta motivação para ajudar os nossos alunos a construirem as suas aprendizagens, qualquer que seja a área  de estudo.
Nas últimas aulas de Educação e Tecnologia Multimédia temos visto muitas formas de contornar a infoexclusão, mas este combate tem de começar  pelos próprios professores que continuam, na sua maioria, a considerar esta uma área exclusiva das TIC.

Os jovens de hoje pensam www e não vale a pena lutarmos contra, pelo contrário, aproveitemos a onda...
sinto-me:
publicado por Português 8E às 12:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

A inauguração oficial do blog da Escola de Navarra...

Escrevo hoje para vos contar como passei o Dia Mundial da Criança! Neste dia, para além de estar proibida pelos meus filhotes de ligar o computador ou pegar em fotocópias , passei a tarde na escola deles... Fui inaugurar, oficialmente, o novo espaço de aprendizagem e divulgação da Escola: o blog!
Correu lindamente e a aceitação dos alunos, do pré-escolar ao 4º ano, foi surpreendente. É curioso apreciar a predisposição desta geração para a máquina e as tecnologias!
Aderiram de imediato, construindo posts, comentando outros, dando ideias para futuras apresentações... Foi um trabalho gratificante!
Parabéns também aos professores que pretendem levar a diante esta iniciativa (actualizando o blog nesse mesmo dia!).
Aqui ficam alguns registos das emoções que pude partilhar com os alunos das escolas, entre eles dois muito especiais pelos quais vale a pena tudo isto e muito mais: o Tiago e a Júlia!
 
Não deixem de visitar e comentar os trabalhos divulgados neste blog: http://escolaeb1navarra.blogs.sapo.pt.
sinto-me:
publicado por Português 8E às 11:18
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 31 de Maio de 2006

ESTOU EXAUSTA!!

Terminei a comunicação para submeter à organização do Encontro sobre webquest.


Com a ajuda da prof. João, penso que conclui, há 10 minutos atrás, mais uma importante etapa desta minha nova vida, a académica! Estava longe de imaginar que iria este ano apresentar ao público um estudo realizado por mim... assim o espero.
Estou, de facto, exausta mas muito animada!
Está na hora de revelar as conclusões mais importantes acerca desta pequena investigação quase-experimental que desenvolvi com a minha turma do 10ºano:
1º o contributo da webquest para o desenvolvimento da capacidade de pesquisa e selecção de informação, no contexto da aula de Português, parece ser significativo, uma vez que orienta e direcciona as tarefas de forma organizada e processual;
2º comparativamente com métodos mais tradicionais de pesquisa (bibliografia impressa), a webquest apresenta algumas vantagens, sob a perspectiva dos alunos: é mais rápido o acesso à informação, mais organizada a pesquisa e surte mais resultados.
3º a aceitação da webquest, na sua globalidade, como estratégia de ensino-aprendizagem, foi um aspecto que ressaltou da análise dos dados recolhidos através dos inquéritos disponibilizados aos alunos.
Mais haveria a dizer, mas fica para Outubro... conto lá convosco.
Para já, deixo o conselho: experimentem, vale apena!
sinto-me:
publicado por Português 8E às 03:12
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sábado, 20 de Maio de 2006

Criei um blog para uma escola do Ensino Básico

Após as proveitosas aulas a que assistimos  nesta disciplina sobre as potencialidades dos blogs, não pude ficar indiferente no que diz respeito à educação dos meus próprios filhos, mais até do que à dos meus alunos. Enquanto representante dos Encarregados de Educação da Escola E.B.1 de Navarra propus à professora coordenadora da escola, que para além de uma excelente pessoa é uma profissional daquelas que dignifica a actividade docente, a criação de um blog como meio de publicação dos escritos dos alunos e divulgação das inúmeras actividades da escola. Até ao momento apenas eu tive a oportunidade de publicar os posts disponíveis neste espaço (http://escolaeb1navarra.blogs.sapo.pt), mas a partir de 1 de Junho ele será da inteira responsabilidade dos alunos deste estabelecimento de ensino.
Como já esperava, a adesão por parte da professora foi imediata e agendamos a inauguração oficial do blog para o Dia Mundial da Criança, data em que todas as crianças da escola tomarão conhecimento do seu espaço na web. Imagino o seu entusiasmo pela amostra que pude observar em casa: "Os nossos trabalhos vão estar na internet, mãe?! E todos vão poder ver?! Espectacular!..."
Entendo agora e valorizo cada vez mais a expressão "novas tecnologias ao serviço da Educação"!
sinto-me:
publicado por Português 8E às 21:59
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.Tudo o que sempre quiseste saber sobre mim e nunca tiveste coragem de perguntar...

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.superposts recentes

. SURPRESA!!

. REFLEXÃO FINAL - 20º e úl...

. II Encontro Leituras em P...

. WEBQUEST: resultados obti...

. Fui acreditada como forma...

. Os problemas do futuro......

. A influência das novas te...

. A inauguração oficial do ...

. ESTOU EXAUSTA!!

. Criei um blog para uma es...

.superarquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.superlinks

blogs SAPO

.subscrever feeds